EMPRESA AFILIADA

Fonte: Maison du Luxe



Pela primeira vez na história, no ano passado a maioria dos robôs encomendados por empresas na América do Norte não se destinou a fábricas de veículos.

A mudança é parte de uma tendência de longo prazo na automação que está se espalhando por mais áreas da economia e que foi acelerada pela pandemia de Covid-19. Varejistas online têm se esforçado para expandir a capacidade à medida que mais pessoas compram produtos pela internet, enquanto diversas fábricas viram a automação como uma ferramenta para manter as linhas de produção funcionando e os trabalhadores distantes uns dos outros.

As vendas de robôs aumentaram para 31.044 unidades em 2020, um crescimento de 3,5% em relação ao ano anterior, com 52% indo para instalações que fabricam produtos como bens de consumo e farmacêuticos, de acordo com dados compilados pela Associação para o Avanço da Automação. As vendas de robôs representaram no total R$ 1,57 bilhão.