Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
DESENVOLVENDO O CONHECIMENTO PARA O MERCADO DO LUXO
EMPRESA AFILIADA A
Claudio Diniz   |   Notícias   |   Fotos   |   Vídeos   |   Artigos   |   Contato
 
/Artigo
02 ABR
2020
Mercado Pet no Brasil movimenta R$ 36 bilhões e é o segundo no mundo

Segundo o Instituto Pet Brasil (IPB), em 2019 o mercado pet no Brasil teve um faturamento de R$36,2 bilhões, com crescimento de 5,4% em relação a 2018. A mudança no estilo de vida da sociedade tem impacto direto nestes resultados. Afinal, os pets se tornaram uma opção de companhia.



Mesmo a economia brasileira indicando um crescimento menor do que 1%, o mercado pet mostra poucos sinais de queda. Caso as previsões se confirmem, o crescimento do setor pode atingir 49% desde 2013. O Brasil é o segundo principal mercado pet do planeta, com participação de 5,2%, enquanto Reino Unido e a Alemanha o acompanham de perto, com participação de 4,9% cada. Em primeiro lugar estão os Estados Unidos, com 40% do faturamento de varejo do setor, em escala global.

Os motivos que levam ao crescimento do mercado pet são diversos. O aumento da população de pets, somado a mudança cultural relativa aos cuidados com animais são fatores que estimulam o crescimento do mercado. Além de serviços, existe uma demanda cada vez maior pela diversificação de produtos.

Segundo um levantamento feito pelo (IBGE), 62% das casas do país tem pelo menos um pet. Os cães são os pets favoritos dos brasileiros com uma população estimada em 54,2 milhões, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Em seguida, os pets que têm a maior população são as aves canoras e ornamentais, com cerca de 39,8 milhões. Em seguida, os gatos ocupam a terceira posição com 23,9 milhões. Por último, peixes e outros, contam respectivamente, com populações de 19,1 milhões e 2,3 milhões.

Em termos de distribuição no território nacional, cães são mais comuns na região sudeste, enquanto gatos ganham popularidade na região nordeste.

• O mercado pet já movimentou cerca de R$ 178 bilhões nos últimos seis anos.
• Em 2018, a população de pets era estimada em 139,3 milhões.
• Somente cães somam 54,2 milhões de animais
• As aves ficam em segundo lugar com 39,8 milhões
• Por último os gatos representam 23,9 milhões
• Os petshops e lojas de vizinhança são a maioria do mercado, totalizando 25.195 estabelecimentos
• Negócios que atuam na cadeia de distribuição também são as mais expressivas, com 151.210 empresas

O Brasil possui 162.148 estabelecimentos pet, a maioria (93,3%) de cadeias de distribuição, ou seja, de pontos de vendas. O restante dos estabelecimentos é composto por indústrias (0,4%) e criadouros (6,4%). O segmento de pet food teve participação de 46,4% no faturamento, seguido por vendas de animais (12,8%), produtos veterinários (11,1%), serviços gerais (10,2%), serviços veterinários (9,7%), pet care - higiene, beleza, equipamentos e utilidades - (5,1%).

TENDÊNCIAS E INVESTIMENTO

Diante de números tão expressivos, o crescimento do mercado pet é visto com otimismo principalmente por micro e pequenos empresários. Como se trata de um setor que praticamente não sofreu com os efeitos da crise econômica, as oportunidades para investir são promissoras e podem trazer resultados excelentes.

Estima-se que as vagas geradas pelo setor, considerando o setor formal e o informal, chegaram a aproximadamente 2 milhões no Brasil em 2018 e a maioria deles está concentrada nos criatórios. Destacam-se, ainda, os setores da indústria e o especializado, que compreendem postos de trabalho com maior qualificação e formalização - juntos, representaram mais de 110 mil empregos no ano passado.



Claudio Diniz

CEO da Maison du Luxe, autor dos livros: O Mercado do Luxo no Brasil: Tendências e Oportunidades, editora Seoman, The Luxury Market in Brazil, editora Palgrave Macmillan, coordenador da Comissão de Luxo da Câmara de Comércio França Brasil, Membro Consultor da Comissão de Direito da Moda da OAB, professor de marketing de luxo em algumas instituições de ensino no Brasil. Embaixador de Turismo do Rio de Janeiro, titulo concedido pela Fundação Cesgranrio.


Colunista

 
Claudio Diniz
CEO da Maison du Luxe, autor dos livros: O Mercado do Luxo no Brasil: Tendências e Oportunidades, editora Seoman, The Luxury Market in Brazil, editora Palgrave Macmillan, coordenador da Comissão de Luxo da Câmara de Comércio França Brasil, Coordenador do curso de imersão em Gestão do Luxo no ISC Business School em Paris, Membro Consultor da Comissão de Direito da Moda da OAB, professor de marketing de luxo em algumas instituições de ensino no Brasil. Foi condecorado em 2013, pela Câmara municipal de São Paulo com a medalha Dom Pedro I de honra ao mérito. Vários artigos e entrevistas publicados em jornais e revistas, além de participação em programas de rádio e TV. Embaixador do Rio de Janeiro, titulo concedido pela Fundação Cesgranrio e pela Associação de Embaixadores do Rio de Janeiro.
Categoria:
LER MAIS ARTIGOS DESTE COLUNISTA


 
@maisonduluxebrasil
MAISON DU LUXE EVENTOS LTDA
CNPJ 13.511.231/0001-01
Rio de Janeiro - RJ
 
FALE CONOSCO
(021) 4141-5903
maisonduluxe@mail.com
 
EMPRESA AFILIADA A
@maisonduluxebrasil
@maisonduluxebrasil

© 2012 - 2019 Todos os direitos reservados - Desenvolvido por EXPECT